Notícias

Tribuna Aberta: Moradoras Denunciam Crimes Ambientais na Praia de Fora

A Câmara de Vereadores de Palhoça recebeu na Sessão desta segunda-feira, 07 de agosto, as oradoras Ádila Márcia Antunes Rosa e Márcia Aparecida Alves Lopes para denunciar crimes ambientais que estão ocorrendo na Praia de Fora e explanar sobre soluções para o problema do saneamento na região, por meio de fossas sépticas e ecológicas. O convite partiu do Vice- Presidente da Casa, Vereador Joel Filipe Gaspar (Pakão/PSB), que considera o assunto de extrema importância, pois a poluição das praias de Palhoça afeta não somente a saúde da população, mas também o potencial turístico do município.

Durante sua exposição, Ádila destacou que o despejo de dejetos na rede pluvial é um crime ambiental, e informou que, apesar de inúmeras denúncias feitas de ligações clandestinas de esgoto na Praia de Fora, o problema não foi resolvido e se agrava. Destacou que medidas educativas para conscientizar a população e maior fiscalização da vigilância sanitária, com adoção de medidas punitivas são essenciais para que as irregularidades acabem.

A segunda oradora, Márcia Aparecida Alves Lopes apresentou uma possível solução para o saneamento da região: a utilização de fossas sépticas ecológicas. Trazendo exemplos de gestão pública do exterior, Márcia sugeriu que o Município adotasse medidas de incentivo para a instalação dessas fossas, seja com descontos fiscais seja com facilitação na aquisição dos materiais para a construção das fossas ecológicas.

Vários Vereadores manifestaram seu apoio às ideias trazidas pelas oradoras e preocupação com a ocupação descontrolada e sem fiscalização que ocorre nos bairros de Palhoça. A falta de saneamento é um problema sério a ser enfrentado pelo município, e que não pode mais ser ignorado.

Foto: Fernando Mariola